quinta-feira, 9 de julho de 2015

Bolachas e aquela alma irritante

Há um rapaz da minha turma que é do cacém. Tem mania que só por ser do Cacém é super yo, tira fotos a fazer poses esquisitas com as mãos, usa como argumento "só porque sou de um bairro social", usa meia dúzia de palavras em criolo (...)
Eu nunca conheci ninguém do Cacém tão betinho quanto ele que, não pertencendo a bairro social nenhum, usa risco ao lado com gel, pólo e calções de quem só frequenta as melhores praias de cascais. 

é que me tira do sério de cada vez que abre a boca só para dizer que é do Cacém. (e eu não sou de lá. nem sou nigga nem cenas. mas ele é completamente ridículo). Não entendo que vontade de pertencer a algo a que não pertences - de longe - é essa.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Dá aí a tua opinião