quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Bolachas e as papas-de-bebé-da-mamie

Bolacha maria esmagada, iogurte natural, uma banana, uma laranja, uma pêra (...) tudo cortado aos bocadinhos e misturado.
Também é bom encontrar algumas partes da bolacha ainda inteiras.

Bolachas laranjas, roxas e azuis

Fazer resumos a computador não dá com nada. Durante dois dias tentei, não consegui. Perdi tempo.
Eu sou velha escola: papeis e papeis escritos à mão e cheios de corzinhas (e poucos sublinhados).
Sou uma menina crescida com apontamentos estilo primária.

domingo, 27 de dezembro de 2015

Bolachas trés confused

Tenho-vos a dizer que não à nada mais confuso que (tentar) traduzir uns resumos escritos em francês, para inglês, pensando em português.

domingo, 13 de dezembro de 2015

Bolachas em modo Frozen

Ontem andei de patins do gelo pela primeira vez. O chão estava encharcado em água e - claramente - espalhei-me no chão. A minha amiga (que sabe andar de patins) tentou me levantar, mas quanto mais ela me tentava ajudar mais eu escorregava e ria-me e molhava-me de água gelada.

Ontem foi um bom dia.

sábado, 12 de dezembro de 2015

Bolachas e isto é tão bom

Requeijão com doce de pêssego

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

3 Bolachas e uma chique

Hoje perguntaram-me o meu agregado familiar.

É estranho dizer 3.

Bolachas nos autocarros de bruxelas

Amizade são dois rapazinhos com 6 anos, que num autocarro cheio, cheio, cheio... não largavam a mão um do outro. 
(Embora houvesse pessoas a querer passar e eles não deixassem)

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Bolachas e era isto que eu precisava

Fazemos o melhor que sabemos, tiramos prazer, o esforço e a aprendizagem que se consegue a cada etapa e, depois, vêm os resultados que vierem.
Manuel Aires Mateus

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Bolachas em Bucareste, na Roménia

(...) terá de ser em Bucareste, na Polónia (...)
Jornalista da rtp1, hoje no telejornal da noite

Não vos ensinam geografia também?

domingo, 6 de dezembro de 2015

Bolachas na câmara dos segredos

It is our choices, Harry, that show what we truly are, far more than our abilities
(Dumbledore)
Harry Potter e a câmara dos segredos - J.K.Rowling

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Bolachas e aqueles 3 fazem-me rir com o clubismo maluco

Eu tenho três amigos . Trarantantã
Que em nada são iguais Trarantantã
Dois do porto um do benfica Trarantantã
E fazem posts habituais Trarantantã

São os únicos que eu deixo Trarantantã
Ficar no meu feed com tal conversa fiada Trarantantã
Que eu sou moça para apagar toda a gente Trarantantã
Mas até tem piada Trarantantã

MC Bolacha, com muito jeito para rimas desde 1994

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Bolachas e frases-que-não-são-minhas-mas-na-altura-tiveram-imensa-piada #59

Viva quem tem barriga!
E quem não tem, viva bem também !
Algures numa aldeia perto de si

Bolachas e o tio-sem-cabeça

Quando eu era criança, o meu tio partiu a cabeça e a minha prima - que não estava lá e é mais nova que eu - chorou baba e ranho porque achava que... o pai tinha ficado sem cabeça.

Bolachas Sapiens

Homo sapiens é por vezes traduzido por "homem inteligente". Somos um macaco inteligente, um macaco muito inteligente, embora metido num pequeno sarilho. Uma tradução melhor, porém, seria "homem sábio". Ainda nos falta um bocado para isso.
História do Mundo - Andrew Marr

Bolachas santificadas

Os santos são em geral mais para admirar à distância do que para viver com eles
História do Mundo - Andrew Marr

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Bolachas e os albuns

Como prenda de natal de mim-para-mim decidi fazer um álbum fotográfico com os melhores momentos dos últimos anos. Porque fotografias virtuais acabarão eventualmente perdidas e há coisas que eu não quero perder, quero recordar, quero mostrar aos meus filhos. 
Gosto de rever fotografias, revisitar na minha mente lugares, reviver momentos, conversas, risos. Rio muito a olhar para elas, rio-me com vontade, com a alma. O meu álbum devia ter um nome "para quando te quiseres rir", porque não falha. 

Bolachas e o novo mantra

Larga a internet, vai trabalhar.

domingo, 22 de novembro de 2015

sábado, 21 de novembro de 2015

Bolachas et la neige

Alerta máximo em Bruxelas contra o terrorismo. Metro fechado, lojas fechadas, passos acelerados, militares nas ruas em todo o lado. E tu Bolacha, como estás?
...
...
Excitadisima! Vi neve pela primeira vez na minha vida a cair!
E fechada em casa para os mais preocupados.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Bolacha being Bolacha

Eu não vou a muitas festas mas havia uma que eu queria mesmo mesmo ir!
...
Esqueci-me dela.

Bolachas e eu só quero o teu bem

Quem em dera a mim ter alguém que tomasse conta de mim como eu faço contigo.

Bolachas e o creu

Coisas que não são fáceis:

Explicar à minha amiga italiana o que é a dança do creu

Bolachas e a história do mundo

"Será totalmente anti-histórico comparar Cromwell, Napoleão e Estaline? As situações eram muito diferentes e os protagonistas viam-se a si mesmos em termos muito diferentes. Há uma coisa, porém, que pode ser dia. Uma vez derrubada a velha autoridade - por mais intolerável, surda à mudança, esclerosada e desprezível -, raramente está disponível uma nova ordem educadamente à espera nas alas, mais racional, mais humana, mais virada para o futuro."

História do Mundo - Andrew Marr

Bolachas cybernautas

Pessoas que não apanham internet em certas partes da casa:

Eu apanho a minha internet na rua. No outro lado da estrada. Dentro do carro. Eu vivo num terceiro andar...
(mas depois nas escadas do prédio não dá...)

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Bolachas e o Natal em Novembro

Natal significa que estou quase em casa.
Hoje fui comprar uma vela em forma de rena.

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Bolachas muito românticas

15 coisas que os portugueses fazem quando estão apaixonados

5 - Trazer velas verdes porque é o que há e "desenrasca".

Faz-me lembrar daquela vez que ele se "desenrascou" com um pacote com 100 velinhas. E acendeu-as num acto muito romantico fazendo a sala parecer um altar onde ia sacrificar alguém. 
Romântico? Eu ri-me que nem uma perdida durante dez minutos.

Bolachas (sem) Manual de Instruções

Para todos aqueles que se acham melhores que os outros porque são diferentes mas depois no fundo não são nada, nem sequer solidários e só gostam de criticar a história das bandeiras. Mais amor por favor.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Bolachas semelhantes

Chega-se mais depressa a Marte do que ao nosso semelhante.
José Saramago, no discurso do seu nobel

Bolachas e fazem-me rir quando dizem que é difícil

"Vou então começar a coleccionar tudo o que as televisões nacionais têm dito sobre os Eagles Of Death Metal:
1-São uma banda de heavy metal que pode ter sido escolhida pelos terroristas como vingança pelas torturas feitas por soldados americanos ao som de heavy metal (TVI)
2-São uma banda que faz versões dos Eagles em heavy metal (CMTV)
3-São os Eagles, famosa banda dos anos 70, autora de clássicos como Hotel Califórnia (RTP3)
4-O seu nome em português significa Anjos da Morte (TVI)
5-São uma banda de Soul (SIC)"
Nuno Markl

Queridos jornalistas, como é que querem que eu leve a vossa área a sério se nem sabem utilizar o google ou sequer inglês?

domingo, 15 de novembro de 2015

Bolachas muito sensiveis

Quando vires estes ataques, não olhes para quem está a atacar, olha para todos aqueles que estão a ajudar. São sempre mais. Porque onde quer que estejas, haverá sempre quem te ajude.

Cookies Dragons


sábado, 14 de novembro de 2015

Bolachas bailarinas

Quero voltar a dançar.
(eu fui bailarina clássica/contemporânea durante 13 anos)

Bolachas e só à chapada

O ódio e a ignorância de certas pessoas no meu facebook mete-me nojo. 

Bolachas parisiennes

"Tout les allemands ne sont pas responsables du nazisme, tout les catholique ne sont pas responsable des croisades, et tout les musulmans ne sont pas responsables du terrorisme. Merci de ne pas faire de generalite."
C. Chassot (amiga de uma amiga no facebook)

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Bolachas e a procriação

E a quantidade de carrinhos de bebé que há aqui? A toda a hora - mesmo a toda a hora - há carrinhos de bebé no autocarro, no metro, na rua (...) São mesmo muitos!
A baixa natalidade aqui não é um problema.

Bolachas compactas

Pessoas que  andam nos autocarros aqui em Bruxelas: vocês ainda têm muito que aprender acerca de compactação.

E escusam de olhar para mim de lado quando vos empurro ligeiramente porque ainda há espaço e há pessoas a ficar na paragem.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Bolachas e esta gente porreira

Obrigada aos meus amigos por me manterem sã quando tenho a cabeça de tal forma em água que se podia chamar Atlântica.

Porque estava perdida. E afundada.

Vocês são os maiores. Beijinhos Beijinhos!

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Bolachas esquecidas

Ás vezes não me consigo lembrar do porquê de ter escolhido este curso.
Hoje é um desses dias.

Bolachas muito subtis

Solução do meu amigo que também não é de cascais: dar graxa às meninas que são de lá que vai-na-volta e elas abrem um atelier.

Bolachas à procura de uma família em Cascais

As minhas colegas de cascais têm todas trinta mil tachinhos já arranjados para o futuro.
Alguma família de cascais com bons conhecimentos que me queira adoptar?

domingo, 1 de novembro de 2015

Bolachas em as amizades

(...) Florentino Ariza percebeu por fim que se pode ser amigo de uma mulher sem dormir com ela.
Amor em tempos de cólera - Gabriel García Marquez

Bolachas e é-ou-não-é-verdade ?

Pensava que quando uma mulher diz que não fica à espera que insistam antes de tomar uma decisão final.
Amor em tempos de cólera - Gabriel García Marquez 

Bolachas e o alicate da costura

(o meu pai a tentar costurar)
Ele: Isto assim magoa os dedos! Vai buscar o alicate! 
Eu: Alicate? Onde é que já se viu costurar com um alicate?!
Ele: (já com o alicate na mão) Eu de agulhas não percebo nada, mas de alicates percebo muito! 

(fica a dica: para quem não tem dedal, um alicate também serve para costurar tecidos mais grossos)

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Bolachas e a teoria

Ela: Ias odiar esta cadeira que estamos a ter. Ainda bem que não estás cá. Ias odiar mesmo. (e começa a descrever a disciplina)
Eu: Já odeio só da descrição.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Bolachas e o nome dele é Lecocq

Tenho uma disciplina onde não posso ir às aulas porque não tenho horário para tal. No entanto, como qualquer aluno regular, recebo os emails do professor.
No último email que mandou, o prof. decidiu esclarecer uns quantos "rumores" que circulavam - ao que parece - nas redes sociais. O último rumor era que ele era um idiota, ao que ele esclareceu que isso dependia das pessoas mas que ele não se achava idiota.

(idiota ou não, a forma como o escreveu foi de morrer a rir)

domingo, 25 de outubro de 2015

Bolachas à janela #2

Mais vantagens de viver na cidade (na parte agitada da cidade): Há tareia do outro lado da rua entre negros e chineses.

Ahh, as animações simples da vida.

isto não é um post racista. escusam de ficar ofendidos. 

Bolachas à janela

Vantagens de viver na cidade: o meu pai ver as fatiotas espampanantes que passam na rua e chamar-me para ir a correr ver à janela.

Ahhh, as coisas simples da vida.

Bolachas e ainda do concerto

E só mais uma coisa: Quem é que consegue ficar parado num concerto de Metal? A sério.... como é que é possível?!

(É que foi mesmo um bom concerto!)

Bolachas e eu nunca vi isto em mais lado nenhum

Fui ver o concerto dos Apocalyptica ontem.
Filas enormes, pessoas com camisolas deles, góticos, algumas pessoas vestidas "normal". Pensei "esta gente está aqui para a guerra" afinal, é um concerto de metal, é suposto isso acontecer.
Banda de abertura: Ninguém se mexe. Não saltam, não cantam, não "dançam", nada. 
Talvez estejam MESMO só para Aapocalyptica.
Eles entram. Muitas fotografias, videos, facebook ao vivo. Saltos? Nada. Moches? Nada.
Se calhar estão só a precisar de aquecer"
Tocam Master of the Puppets (Metallica), pessoas em loucura. Um bocadinho de movimento e depois? Quietos... Até passar Seek and Destroy (Metallica) onde o rapaz da frente me diz que estou a ficar wild, ao que eu respondo que é suposto ficar wild. It's a fucking Metal concert!
Sossego outra vez e, no encore faz-se silêncio. Falta a música "principal" deles I don't care mas ouve-se pessoas a gritar por.... Nothing else matters (Metallica).
Pessoas de Bruxelas, vocês estavam à espera de ouvir Metallica em violoncelo ou Apocalyptica?
No final, filas e filas para comprar T-shirts. Não entendo, é mais importante dizerem que estiveram lá do que realmente ter estado?

sábado, 17 de outubro de 2015

Bolachas e as contas

São amigas no facebook à 5 anos.
"Uma mão já não chega para contar !"
Por acaso até chega...

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Bolachas e duas folhas A4 em dez minutos

Coisas que não gosto: sentar-me ao lado de pessoas que escrevem como se não houvesse amanhã nas aulas.
Estarei assim tão distraida?

Bolachas James

Teoria da Arquitectura. Uma rapariga fala, fala, fala acerca do Charles James.
Perguntam vocês: quem é Charles James?
Não é ninguém, é Charles Jencks (arquitecto paisagista), mas a menina fala tão bem inglês como eu finlandês.
Ela falava francês, mas tinha de dizer o nome dele.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Bolachas bella ciao

Num jantar/festa na minha faculdade estavam a passar música e, como havia muitos italianos, passaram o "bella ciao".
Fui ver a letra. 
É a coisa mais triste que já li. 
Como é que eles acham que é música de festa?

Bolachas e a Europa

Tenho um amigo na Polónia. Já neva na Polónia.
Tenho uma amiga em Portugal. Ela está de camisola de alças.

Bolachas 4ºC

4 graus Celsius e ainda nem é meio de Outubro

sábado, 10 de outubro de 2015

Bolachas frias

Bruxelas
Cidade na Bélgica onde faz tanto frio de manhã que queres mudar a música do telemóvel, que está no bolso, mas não o fazes porque tens de descruzar os braços e congelar entretanto.

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Bolachas e eu mato o canadiano

Ser uma pessoa pontual faz-me perder HORAS da minha vida à espera dos outros.

é que hoje esperei 40 minutos ao frio e ainda tive de ser eu a ligar a ligar para ele para ele me dizer que tinham descombinado mas se tinham esquecido de me avisar 

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Bolachas e mais hashtags parvas

Mais formas de fazer hashtags parvas: um à frente e um atrás #assim#

Estou aqui, estou a criar um rubrica

Bolachas Latinas

A organização de eventos de festas de erasmus está a organizar um festa Latina.
E por latina entenda-se espanhola.

(cá nada de tugas ou italianos)

domingo, 4 de outubro de 2015

Bolachas e isto-não-é-sobre-as-eleições

Nos últimos 3 anos emigraram meio milhão de portugueses. 5% aproximadamente.
Estes números referem-se apenas àqueles que estão registados como emigrantes, não considera aqueles que - a maioria no sector da construção - estão em destacamento*. Ninguém sabe bem quantas pessoas estão realmente a trabalhar fora do país.
Na minha família todos os homens estão nesta situação (as mulheres ficaram a tentar aguentar o barco por lá. Porque havia casas a pagar. Empresas feitas. Filhos na escola). A minha família é uma em mais de meio milhão de famílias. Não, os meus pais não estão divorciados (como muitas pessoas podem achar). Os meus pais são um casal feliz que teve de lidar com a situação do desemprego em Portugal.
E por isso mesmo, por ter uma família feliz mas numa situação pouco regular, vos peço a vocês que têm a sorte de ter a vossa família convosco: Fiquem gratos por isso. 

*destacamento: Trabalhar para empresas portuguesas e pagar todos os impostos muito embora só se veja o país de origem no Natal e no Verão. Com sorte.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Bolachas daí-me paciência

Acabei de descobrir que os homenzinhos do gabinete de mobilidades vêem os meus emails. 
Só que não respondem porque não querem.

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Bolachas e engordo-só-de-ouvir

Para complicar ainda mais a minha dieta em terra de fritos e chocolates existe uma carrinha que vende waffles na rua, e à hora do lanche ela passa à frente de minha casa, com uma música muitoooo apetecível!

(graças a deus que 3 andares sem elevador me separam dela)

Bolachas e o camões às voltas na tumba

Pessoas que estão na universidade prestes a serem licenciadas/mestradas e que não sabem distinguir conselho de concelho, por favor enterrem-se voluntariamente na areia.

Bolachas e aqueles incompetentes tiram-me do sério

Bolacha, quão incompetentes são os serviços académicos na tua faculdade em Lisboa?
Incompetentes ao ponto de enviar um email à duas semanas, não responderem, e ontem ter mandado 5 iguais a dizer "urgente" e continuarem sem responder.

Não querem trabalhar, dêem o trabalho a quem quer.

terça-feira, 29 de setembro de 2015

#Bolachas

Fazer hashtags no facebook é mau. Mas fazer hashtags assim# com# o# simbolo# no# fim# é pior.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Bolachas imortais

Um dos momentos mais marcantes da minha vida em concerto foi em 2012 no concerto dos Evanescence, quando a Amy Lee cantou my immortal ao piano e eu, nos ombros de um amigo, vi toda aquela multidão com luzes/isqueiros.
Eu esqueço-me constantemente que os vi ao vivo (apesar de ter adorado), mas quando me lembro desta cena arrepio-me logo.

Bolachas 8 ou 80

(passa musica do estilo metal. eu abano a cabeça ligeiramente)
Ele: Tu gostas deste tipo de música?
Eu: Por acaso gosto. 
Ele: Mas só deste tipo de música?
Eu: Não, gosto de muita coisa. Metal, rock, jazz, algumas músicas pop, clássica...
Ele: Clássica?!
Eu: Sim, fui bailarina muitos anos.
Ele: Como é que passas de bailarina e música clássica para Heavy Metal?

domingo, 27 de setembro de 2015

Bolachas a Norte

Hoje vi o mar a norte pela primeira vez.
Hoje vi o mar do norte pela primeira vez.

E andei de barco

sábado, 26 de setembro de 2015

Bolachas e esta foi por pouco

Bruxelas - 00h15   Lisboa - 23h15

Eu: Parabéns pah!
Ela: É só à meia noite...
Eu: Desculpa! Esqueci-me
Ela: Isso dá azar!!
Eu: Não dá nada. Eu estou a dar-te os parabéns atrasados... Do ano passado...

Bolachas e a máfia italiana

Quem é que conhece o livro "gomorra" ?

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Bolachas em: um par de chapadas não te fazia mal nenhum

-Olá. Eu sou a M. Tenho 20 anos, fumo, bebo, conduzo e grito com a minha mãe. Sou super crescida. Mas quando os meus pais vão de fim de semana eu tenho medo de ficar sozinha em casa à noite e o meu irmão tem de ficar em casa à minha espera para eu nunca ficar sozinha.

Diria que se tens medo de ficar em casa sozinha, se calhar devias ter ido de fim de semana com os teus pais. Tipo as crianças.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Bolachas fatty fatty

Expliquem-me como é que é suposto eu manter a minha dieta no país da cerveja, batatas fritas e chocolate.
Sendo que ainda por cima, sempre que vou ao super mercado o primeiro corredor é o dos chocolates e doces. E é 3 vezes o tamanho dos normais em portugal.

Salvem-me

Bolachas em Anderlecht

Sabes que estás a ter um dia terrivel quando:
-o skype não abre por problemas com a internet
-a camera avaria a meio da conversa via facebook
-queres sair de casa e ficas trancada dentro do prédio
-queres entrar em casa e ficas trancada fora do prédio.

sábado, 19 de setembro de 2015

Bolachas e há um lugar no inferno para vocês

Queridos amigos que estão em Portugal: Ninguém* quer saber das vossas fotografias na praia em pleno mês de setembro.

*ninguém = eu

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Bolachas em... eu sou sportinguista

Perguntaram-me qual era a melhor equipa do mundo.
...
...
gryffindor pois 'tá claro

Bolachas e o-papá-gosta-desta-foto

Grand Place - Bruxelles
Como podem ver o céu aqui é sempre azul e brilhante.


foto sem filtros, sem máquinas boas, sem 15 fotos para ver qual fica melhor. I know, I'm a natural.

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Bolachas e os portuguese speakers

Ela diz que estou a criar uma máfia. 
Ele diz que eu tenho o perfil certo para isso.

Olha, está bem então

Bolachas e, vocês estão aí?

Pergunto-me: Ainda há quem leia o meu blog? Ou ando a escrever só para mim? 

Bolachas de água

Estou francamente farta de chuva.

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Bolachas e a lealdade

O mundo precisa de lealdade.
As pessoas acham-me má por proteger e defender os meus amigos com unhas e dentes. Se tu fizeres mal a um amigo meu sem razão, eu não vou gostar de ti e não esperes de mim falsos sorrisinhos e "anda cá almoçar na minha mesa que és muito divertida". Não. Se tu fazes mal a um amigo meu, eu vou defende-lo. E se tu te estiveres a preparar para lhe fazer mal outra vez, eu vou avisa-lo. Não incentivar ao ódio, mas avisa-lo e relembrar-lhe o que lhe fizeste.
.
Se tu és um dos melhores amigos do meu namorado - meu melhor amigo também - e a única coisa que te sai é ofensas que o magoam - e tu sabes - e só dizes merda a achar que sabes mais que os outros, não esperes de mim amor e carinho. Não esperes de mim aquilo que ele te dá (que são sorrisos amarelos, envergonhado porque o estás a ofender e a fazer sentir mal). Não. Eu vou responder-te à letra. Torto se for preciso. Desculpa, mas eu tenho garra de mulher do Norte apesar de ser do Centro-Sul e um bocado norte. Eu defendo os meus nem que para isso tenha de me envolver em barulho. Eu protejo. Eu sou a que toma conta, a que limpa as lágrimas, a que apoia e dá os abraços necessários e não necessários. Eu sou pelos meus primeiro. SEMPRE os meus primeiro!
.
E se tu não gostas, meu caro, fazes favor de mo dizer a mim: e eu vou responder-te, e explicar-me e, talvez, pedir desculpa se afinal tiveres razão. Sim, é isso que se faz quando tens um problema com alguém, não é esperar que eu mude de país para lhe ires dizer a ele que não gostas de mim e que eu sou má pessoa.

Devias ter vergonha da tua atitude mesquinha e cobarde.

domingo, 13 de setembro de 2015

Bolachas e a(s) fnac(s)

Combinei com uma nova amiga encontrarmos-nos na fnac. 
Percebi a tempo que havia duas na cidade, porque eu ia para um e ela... para a outra.

Bolachas e o IE

A minha nova faculdade é tão avançada que a plataforma da faculdade só funciona em Internet Explorer.

sábado, 12 de setembro de 2015

Bolachas e a chuva

Hoje choveu o dia todo.
Já tenho saudades.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Bolachas e estas modas

Pessoas que vestem camisolas de bandas sem conhecer uma única música são as mesmas que vestem camisolas da Jack Daniels e quando bebem whisky fazem uma careta feia (ou nem sequer bebem)

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Bolachas e a festa

Inscrevi-me numa festa de erasmus e já paguei a pulseira.
Entretanto não me consigo lembrar em que dia é...

Bolachas com frio

Olho para a janela e está sol. Visto o casaco por via das dúvidas. Saio à rua. Continuo com frio. Boa!

é inverno aqui. vou chorar.

Bolachas e as escadas para o céu

Nós não temos "música". Nunca escolhemos nem nunca nenhuma se chegou à frente.
Secretamente eu tinha uma música para ele. Uma música nossa mas só minha. Essa música nunca passa na rádio nem em lado nenhum.
Ontem, a caminho do aeroporto, lá estava ela. Como um sinal.


terça-feira, 8 de setembro de 2015

Bolachas e as malas

Estava em pânico a achar que ia ter de levar 3 malas (tenho direito a 3 malas na tap que sou estudantji). Porque é inverno e patati patatá roupa pesada e lãs e casacos e mimimis.
Acabei de pesar a mala principal (23kilos) e pesa... 18. 

Bolacha, a mestre em packing cenas em malas de viagem.

Bolachas em Bruxelas

Já disse que vou de erasmus? É já amanhã.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Bolachas e já chega disto

Os teus amigos fazem planos. Convidam-te. O plano é irmos todos juntos a x hora e tudo organizado.
Tu vens feito diva a dizer que só podes a partir de y hora porque tens de ir fazer nao sei o que e depois ir não sei onde. Só para tu poderes fazer a tua vida sem alterar nada, nós alteramos toda a nossa.

Aprende a dizer não. Podes não ir. Não és obrigado a ir a tudo.
Aprende a dizer não.

especialmente quando andas sempre a colar-te a todo e qualquer plano que eu faço com o meu namorado e achas "perfeitamente normal"

adenda: E o evento afinal era só casais... e ele.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Bolachas e a sesta da bicharada

Voltar a casa é tirar as calças, estar no computador e os meus animais rodearem-me para dormir.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Bolachas de cenoura

Qual é a Santa dos coelhos?
...
...

Nossa Cenoura

domingo, 26 de julho de 2015

Bolachas de nozes

É assim mesmo. Não tens de falar. Num saco de nozes, é a vazia que faz mais barulho.

Aroma das Especiarias - Joanne Harris

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Bolachas e os terramotos

Houve um terramoto em Sintra. Um mini terramoto que ninguém da minha família sequer notou.
Há já uma dezena de pessoas a agoirar com um terramoto tipo 1755. 
Acontece sempre que a terra treme um bocadinho.

Vou me mudar para o interior 

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Bolachas e a minha aldeia lá de cima

Coisas que me tiram do sério: gente que conhece um padre doido que sofre de doenças que lhe afectam o cérebro e generaliza uma aldeia inteira. 
Not funny markl, not funny.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Bolachas e o creu

Anda tudo fascinado com o twerking mas não se esqueçam que o creu existe desde que me lembro.

(e a pessoa que conheci que dançava melhor o creu era um rapaz. ele vestia-se de mulher, mas era rapaz e abanava o rabo cá de uma forma que nem vos digo nem vos conto)

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Bolachas e aquela alma irritante

Há um rapaz da minha turma que é do cacém. Tem mania que só por ser do Cacém é super yo, tira fotos a fazer poses esquisitas com as mãos, usa como argumento "só porque sou de um bairro social", usa meia dúzia de palavras em criolo (...)
Eu nunca conheci ninguém do Cacém tão betinho quanto ele que, não pertencendo a bairro social nenhum, usa risco ao lado com gel, pólo e calções de quem só frequenta as melhores praias de cascais. 

é que me tira do sério de cada vez que abre a boca só para dizer que é do Cacém. (e eu não sou de lá. nem sou nigga nem cenas. mas ele é completamente ridículo). Não entendo que vontade de pertencer a algo a que não pertences - de longe - é essa.


sexta-feira, 26 de junho de 2015

Bolacha e a família muito moderna

(No whatsapp)

Irmã: Então vais jantar o quê? (põe a imagem de um pudim, uma sopa e uma prato de massa)
Pai: Acertaste!
Irmã: No quê?
Eu: Aposto que é esparguete.
Pai: Não, é arroz de cenoura. Com salsichas.
Irmã: Então acertei no quê?
Pai: No café.
Eu: Aquilo é uma sopa.
Irmã: Aquilo é um pudim.
Eu: Vai buscar os óculos!!

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Bolachas e a maquete de turma

Um dos maiores mistérios da minha vida é que, quando faço maquetes tiro sempre uns milímetros para que esta encaixe melhor na maquete de turma e ainda assim, só entra à força.

terça-feira, 9 de junho de 2015

Bolachas aliviadas

Afinal passei com 14.
ahhh, que alívio !

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Bolachas e o dia em que alvoraçou toda a gente!

Eu tenho uma cadeira que se chama "estruturas". Estamos à espera das notas e é todo um nervosismo porque é uma cadeira dificil.
Fui ao Netpa e vi as notas. Anunciei-as. Disse aos meus amigos, aos meus pais e ao meu namorado que tinha passado com 13! Estava feliz! Ajudei uma rapariga da minha turma a encontrar a nota dela e das amigas. Tudo em histerismo porque estávamos a ter boas notas!
E...
E...
Estava a ver as notas de uma cadeira do semestre anterior...

Que vergonha

domingo, 31 de maio de 2015

Bolachas e a piñata

Só queria pendurar-te numa árvore e fazer de ti uma piñata

Maravilhosamente citado por uma amiga minha

Bolachas e os meus professores estrela

Fiz as contas à vida e conclui que em 3 anos de cursos já tive:
-2 professores envolvidos em corrupção na faculdade
-1 envolvido em assédio sexual
-1 envolvido em corrupção com o Sócrates e que diz coisas como "ainda não é desta que vou preso!"

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Bolachas e o 20 a multimédia

Hoje lembrei-me que o meu professor de mulimédia do secundário deu 20 a uma rapariga e no ano seguitne mostrou-nos o trabalho dela muito orgulhoso.
E uma amiga minha reconheceu o trabalho. Era de um desenho animado qualquer. E estava disponivel na internet à anos.
Nunca vi o meu professor tão triste e atrapalhado por ter sido enganado e ainda lhe ter dado 20.

Bolachas frustadas

E eu escrevo isto só porque é super frustante estar a trabalhar e toda a gente aceitar e haver uma pessoa que tem a mania que sabe mais que todos e põe o meu trabalho sempre em causa. Eu sei fazer as coisas - melhor que ele algumas até - mas ele tende sempre a corrigir-me e a alterar tudo. 
Eu já escrevi um texto inteiro e ele alterou-o. Sem me dizer. Já escrevi um outro texto que nem sequer foi colocado no trabalho. (embora eu escreva melhor que ele de longe). Já me gritaram porque outra pessoa enganou-se e veio para mim assim. Sempre que existe coisas estranhas no trabalho "porque é que a Sofia fez isto?!" e nem fui eu que fiz foi o prof. que mandou... Já apagaram tudo o que eu fiz. Já fiz uma grande parte do trabalho e disse a uma amiga para dizer que tinha sido ela a fazer porque se não iria ser apagado/ignorado. Já me pediram para ler textos e eu li, e fiz resumos, e não leram os meus resumos porque "não interessa". Então, se não interessa para que serviu? Já fiz uma enorme parte do trabalho e fui acusada de "só ter feito um quadradinho".
Cansa-me trabalhar e não ser valorizada. Cansa-me trabalhar para pessoas fracas de cabeça que têm síndromes de filho único em que tem tudo de ser à maneira deles e que eles é que mandam. Chefes, nunca líderes. 
E sobretudo, irrita-me trabalhar com pessoas com a mania que são divas.

Porque eu só sou frustada em trabalho, há quem o seja em tudo.

Bolachas e o trabalho de grupo

"EU não quero saber! São 9 pisos!" 
"Não ME interessa!"
"Fui EU que fiz!"
"FAZ isto assim!"
"Isto está errado! EU não planeei assim!"
"Isso não faz sentido!"

Esqueci-me de dizer que isto é um trabalho de grupo?

Btw, fazer torres de 9, 10, 15 pisos em todo o lado onde à volta existe coisas de 3 pisos apenas soa um bocado a... défice de algo meu caro. 

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Bolachas na aula de computadores

Ela: Professor, acabei de perder o meu trabalho todo!
Professor: BOA! (e bate palmas)

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Bolachas e a Tocaia Grande

Quem não cuida pessoalmente do que é seu não merece ter nem pode se queixar.
Tocaia grande - Jorge Amado

domingo, 10 de maio de 2015

Bolachas e as memórias do baú

Encontrei o D.A. no outjazz. Falamos 2 segundos e seguimos em frente. Está mais alto e continua giro. Fez-me lembrar daquela vez que tive de me esconder em casa dele: uma história tanto hilariante como patética. Ainda bem que assim foi, eu não fazia ideia no que me estava a meter.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

bolachas com pipocas

poema da pipoca
dedicado à casa que estou a desenhar

Estou a fritar a pipoca
A pipoca fritou
Estou fritando a pipoca
A pipoca está frita
la pipoca estai muy frita
já no hai más pipoquita
Je frite la pipoque
Mon pipoque estai fritte
My pipoke is fryte
Já não há pipoca
A pipoca colou ao tacho
*abana a cabeça* *abana a cabeça*
sou uma pipoca colada ao tacho
*abana a cabeça* *abana a cabeça*
PI
PO
CA
PI-PO-QUI-NHA

terça-feira, 5 de maio de 2015

Bolachas com barriguinha

As pessoas que se queixam da natalidade baixa em Portugal de certeza que nunca entraram numa segurança social: é só grávidas e bebés de colo com senhas especiais.

Será que posso alugar uma barriga falsa? Daquelas que se usam nas novelas. Alguém sabe onde se arranja disso?

domingo, 26 de abril de 2015

Bolachas Meteora

Voltar às origens das origens: Meteora dos Linkin Park

Bolachas e, tirando isso, ele até é crescido

Ela: O teu namorado é mais adulto que o meu.
...
...
...
Eu: Ele está em casa a jogar wow

Bolachas e os trabalhos de grupo

Há pessoas que simplesmente não sabem seguir instruções claras e simples.
Pedes para pintar de roxo e pintam de azul bebé.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Bolachas e esta gente anda toda doida

Coisas que me transcendem:
Pessoas que comparam matar touros em touradas com matar insectos... no vidro do carro.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

E se bolachas?

E se, E se, E se o céu se tornar fogo e o teu nariz cair?
Avó Willow (pocahontas)

terça-feira, 14 de abril de 2015

Bolachas do fundo do baú

Não tenhas medo da vida, ela só quer que sejas feliz.
E sim, eu serei a heroína da minha história inventada. 

Bolachas no trapézio

Torna-se grave quando já não sabes o que fazer, para onde te virar. Tens o mundo todo nas tuas mãos e isso é chato, e perigoso. Se avanças ou recuas tudo cai e tu sabes que se tudo cai as coisas vão correr mal. Mas a verdade é que não podes fazer tudo sozinha e precisas de uma rede.
Mas de nada te serve se ela não estiver lá. E não está.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Bolachas e as notícias

Por esse mundo que é a internet:
HBO toda danada porque os 4 primeiros episódios de Game of Thrones já estão disponíveis na internet... antes da estreia nos EUA.

sábado, 11 de abril de 2015

Bolachas muito aplicadas

Estado de aborrecimento: decidi estudar.

Bolachas com muitos likes

Tira-me do sério eu fazer uma pergunta num grupo e receber likes. Muitos likes. Só likes.

E nenhuma resposta...

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Bolachas tristes

Acabei de descobrir que cpmeço as aulas terça

...

...

*inserir música dramático-triste e pessoas a chorar aos gritos*

domingo, 22 de março de 2015

Bolachas no fnac

A fnac está com descontos nos discos de metal. Chamou a esse "movimento" de "metal matters".
Esse movimento inclui bandas tais como motörhead; slipknot; dream theater (...) e... nickelback.

sábado, 21 de março de 2015

Bolachas e é só esta

A gente só tem uma vida e uma morte pra gastar.
Tocaia Grande - Jorge Amado

quinta-feira, 19 de março de 2015

Bolachas e isto é tudo muito lento

"Meus senhores, se querem reconhecimento rápido mudem-se para publicidade, porque em arquitectura as coisas acontecem muito devagar."
A.L.Santos - meu professor de projecto

domingo, 15 de março de 2015

sexta-feira, 13 de março de 2015

Bolachas e cada vez mais egocentricos

"A selfie parece-me mais um passo na aparentemente global vontade de diminuição de interacção com os outros. Trocamos o que antigamente era um pedido a um desconhecido qualquer para nos enquadrar na fotografia por um selfie-stick. Com as facilidades que a "internet" nos proporcionou centramo-nos cada vez mais apenas em nós mesmos e evitamos qualquer contacto mais físico com outros. Ficamos cada vez mais introvertidos. O irónico é que depois pretendemos "mostrar ao mundo" as nossas foto através das redes sociais."
Hikikomori, que comentou esta notícia

quinta-feira, 12 de março de 2015

Bolachas e será sempre um mistério

Eu perguntei se ele nunca tinha se arrependido de entrar no curso. Ele disse que não. Como é que é possível? Nem uma vez? Não, nem uma vez, Tu já? Arrepender mesmo não, mas já me apeteceu desistir muitas vezes, devido ao desespero. Isso nunca me aconteceu, sei que há outras coisas que gostaria de fazer e que isto fecha várias portas, mas é isto que me faz feliz. Gostava de ter toda essa convicção sinceramente.

É o curso certo para mim mas... será a profissão certa?
Pergunto-me isso todos os dias.

terça-feira, 10 de março de 2015

Bolachas de Vil

Cruella de Vil = devil
revelação do ano sinceramente

sábado, 7 de março de 2015

Bolachas e o abecedário

A B C D E F G H I J ELEMENO P Q R S T U V X Z
não, não é meu

terça-feira, 3 de março de 2015

Bolachas e só fazes figuras tristes

Querida S.,
Para tua informação vê-se o teu soutien através dessa camisola transparente.
Sabendo que o objectivo de tu usares esse tipo de camisola é mostrares as mamas, queria só relembrar-te uma coisa: Tu não as tens.
Nunca te esqueças disso.
Com amor
Alguém que veste uma copa C mas que tu, invejosa, fazias com que se sentisse mal precisamente por isso

domingo, 1 de março de 2015

Bolachas e os sapatos de ballet

Uma surpresa fantástica é quando descobres que um dos teus livros preferidos de infância tem um filme... protagonizado por uma das tuas actrizes preferidas!

(Sapatos de Ballet - por Emma Watson)

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Bolachas adoráveis

Adorável
Pessoa que me pergunta se não há um dia qualquer em que saia mais cedo. Ou que tenha o dia livre.

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Bolachas e o jaguar coupe awd cenas e picos

Amor é ele ler-me, todo entusiasmado, em voz alta partes de uma revista de carros e eu responder "hum hum" com um ar super interessado.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Bolachas e a carta

Começo a escrever uma carta. Erro logo na segunda palavra. É dos nervos...

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Bolachas da cozinha

Estou triste.
Deixei queimar os meus fofos de belas. 
Mas a minha mãe diz que estão bons

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Bolachas vazias

Vazio. É todo um enorme vazio de desapontamento, de que já não é o que era, que não são tudo rosas. Parece que cada vez mais há menos, de tudo. De sensações, descobertas, sentimentos. Que cada vez mais é tudo normal, indiferente, sem sabor. 
Vazio, é apenas vazio.
Mas passa, passa sempre

Bolachas e a felicidade

A felicidade é uma escolha que por vezes implica esforço.

sábado, 17 de janeiro de 2015

Bolachas de La Vida

O meu ficheiro com blocos para o autocad tem vários tipos de pessoas, aviões, árvores, mobília.
E entre esses vários tipos de pessoas há homens, mulheres, velhos, crianças e... strippers.

Mas não há um único inclinado sobre a bancada. Pois claro.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Bolachas trafulhas

Eu: Pões o cartão da minha irmã que ela é estudante mas não tem interesse nisso.
Ele: Mas eles assim sabem que não sou eu!
Eu: É a *marca super comum* e é online, não os illuminatti.

Bolachas e deve ser um 36 ou 38

Fui a uma entrevista e perguntaram-me que tamanho vestia de saia.
Desculpe?
Tamanho de Saia. Ou calças. Quando vai às compras compra o quê?
Ah... um... M ?...

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Bolachas e esta desorganização que me mata

Um dos professores de conforto faz uma grande publicação a anunciar a notas finalmente.
Esqueceu-se foi de anexar o pdf...
Só a mim

domingo, 4 de janeiro de 2015

Bolachas a procrastinar

Fiz uma lista de tarefas com 19 coisas para fazer.
Fui para o 9gag...

sábado, 3 de janeiro de 2015

Bolachas sortudas

Lembram-se disto?

Teve 15,5 . Ela devia era ter jogado ao euromilhões naquele dia...