sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Bolachas bloggers

Eu encontro um blog. Leio meia dúzia de posts, acho piada e começo a seguir. Aprendo um bocado sobre a pessoa, a sua vida, as suas aventuras. Ligo-me de certa forma a quem me conta histórias, as suas histórias. Contam-me piadas como quem conta piadas a velhos amigos, sem preconceitos. 
Estou na blogosfera desde 2010. Lia um ou dois blogs e decidi criar o meu. Comecei a seguir mais uns quantos e quando dei por mim já tinha passado um ano que aqui andava. 
Desde o ínicio dos tempos que sigo uma blogger que entretanto foi viver com o namorado, trocou de blog, ficou noiva, casou, foi de lua de mel e agora engravidou. Ela por vezes escreve sobre sapatos e mais frequentemente sobre bebés (e eu que babyblog só sigo o da pólo), em situações normais eu simplesmente deixava de a seguir e ia à minha vidinha, mas não consigo fazer isso. É como se abandonasse uma velha amiga, amiga essa que nem me conhece, nem eu sei o nome dela, nem de onde é. Sei exactamente aquilo que ela quer que eu saiba, mas ainda assim é uma amiga, uma história, uma vida. 
Acho que é por isto que nós nos seguimos uns aos outros. A certa altura já estamos tão envolvidos na história que não queremos que acabe. Como uma saga, em que lemos e lemos e quando chega a última página do último livro temos pena, e choramos porque queríamos mais. 
Os nossos blogs são sagas, sem fim previsto.

2 comentários:

  1. E depois chega aquela parte em que te falta ir viver com o namorado, trocar de blog, ficar noive, casar, ir de lua de mel e engravidar, mas que eu não trocava seguir o teu blog pelo de mais ninguém...

    Porque tu..... Bem, tu és tu, e sabes melhor que ninguém que já és também parte de mim e da minha vida :$

    ResponderEliminar
  2. as histórias são diferentes. a minha é só parva, ainda não tenho idade para me casar e engravidar e cenas ahaha
    So cute a menina :3

    ResponderEliminar

Dá aí a tua opinião