terça-feira, 28 de agosto de 2012

Bolachas no Crato

Desta vez aviso: vou de férias 

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Bolachas embaladas

Embalada. Num sentido de certa forma metafórico e de certa forma real. 
Canta para mim canta! Assim baixinho para ninguém nos ouvir, como só tu o sabes fazer. Vá, embala-me e deixa-me ser feliz com os mais pequenos gestos de quem faz sem querer aquilo que pode significar o mundo. A teu jeito. 
Aquele jeito que me aterroriza e fascina, e ainda consegue por-me a rir de tão embaraçada que me pões. Admite! ou se preferires deixa como sempre foi: segredo. Daqueles segredos que só o são para alguns, que todos vêem e dão conta, mas que é segredo. Daqueles segredos assumidos e que confundem toda a gente à nossa volta, e a nós próprios.
Nem sei que te diga, e ao mesmo tempo uma lista de coisas para dizer. Coisas acertadas, passagens lindas e poéticas de livros, coisas dignas de aparecerem numa obra de Shakespeare... coisas com que tu me gozarias assim que abrisse a boca porque eu acabaria por atropelar-me nas palavras e dizer tudo ao contrário.
É assim. Sempre foi assim e sempre será.

Hate-Bolachas

Já recebo hate coments
Já posso dizer que tenho um blog popular?

Bolachas Lunescas

Em 2009 perdemos o Mickael Jackson, agora foi o Neil Armstrong. Atrevo-me a dizer que estamos a ficar sem moon walkers.
lindo. Com todo o respeito pelos senhores.

domingo, 26 de agosto de 2012

Bolachas caninas

(reportagem sobre uma exposição canina)
Ele: Olha aquele parece uma galinha!

Bolachas e o festival

Eu tenho um grupo de amigos tão desorganizado, mas tão desorganizado, que eu nem sei se organizo as coisas bem e resolvo tudo ou se os deixo acharem que sabem e depois dá asneira. Juro que não sei.

Bolachas quentes

Aquece-me o coração só de ouvir a tua voz.
E não devia, oh não devia não...

sábado, 25 de agosto de 2012

Bolachas e o edredon

Algarve. Noite. 20 e muitos graus cá fora. 
Ela liga o ar condicionado para os 16 graus. Fica frio. A outra pede para desligar. O comando avaria. Risos e mais risos e um edredon.
Eu tenho uma prima tããão inteligente

Cabana das Bolachas

"Decididamente há pessoas que precisam de apanhar uma sova"
Cabana do Pai Tomás - Harriet Beecher Stowe

Bolachas contempladas

"Faz tudo como se alguém te contemplasse"
Epicuro
Acabo de ler isto, sorrio e... tropeço

Jornal de Bolachas

Eu admito... Fui-me embora e nem avisei, mas tenho a dizer que voltei feliz e bronzeada e preparada para me ir embora outra vez.
Mas nos entretantos tenho a dizer umas quantas coisas:
1º Obrigada Lia pelo presente fantástico que me mandas-te. Adorei miúda !
2º Mariana, espero sinceramente que estejas feliz nesse castelo fantástico.
3º Eu não faço a mais pequena ideia que polémica é essa da Margarida Rebelo Pinto e das gordas. Mas já não chega a fanny fazer parceria com o outro agora decidiu-se em fazer polémicas com esta gaja?!
4º Eu adoro-te RTP2, do fundo do coração, mas os tempos estão difíceis e tu apanhas de tabela.

sábado, 18 de agosto de 2012

Bolachas e as calças

(foto de amigo podre de giro com a camisola levantada e as calças abaixo do rabo)
Ela: A cena das calças tira-lhe a piada toda.
Eu: É... Sem calças era melhor realmente.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Bolachas aniversariantes #1

Aquilo engraçado que queria vos ensinar sobre os meus agradecimentos era que, metade de vocês que publicaram no meu mural recebeu a mesma resposta. "ctrl C  +  ctrl V " fazem maravilhas. 
Mas alguns eu ainda me dei ao trabalho de responder personificado, que eu gosto muito de alguns de vocês.

Bolachas e o presente

Eu gosto de corações de plasticina, gosto que me dêem flores, gosto que me liguem à meia noite só para me darem os parabéns, gosto que me digam que adoram o meu perfume, gosto que me digam que estou bem vestida, gosto que me dêem presentes de aniversário, gosto que me dêem presentes simbólicos tipo a camisola que ele comprou no concerto da minha banda favorita, eu até nem me importo que me paguem cafés! E sabes do que eu gosto ainda mais? Que me dêem os parabéns a tempo e horas e não que me faças ficar o dia todo na expectativa e consigas simplesmente dar cabo da minha felicidade só porque não te apeteceu. Sim, que eu sei que tu sabes que é o meu aniversário.
Custa-me gostar tanto de ti.

Bolachas aniversariantes

Faço anos. 18 mais propriamente.
No final do dia explico-vos uma coisa engraçada sobre os meus agradecimentos no facebook.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Bolachas no paraíso

Das melhores coisas do mundo: portátil na cozinha. 
Boa luz, boa mesa, boa cadeira, perto da porta e perto do frigorifico. Isto sim é o paraíso!

Bolachas e frases-que-não-são-minhas-mas-na-altura-tiveram-imensa-piada #43

"Vou vender o porshe para nos comprar duas alianças"
Palhotas
(imaginem lá o tamanho da minha aliança!)

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Bolachas apagadas

Eu: Vou apagar a foto, que achas?
Ela: Acho que a deves apagar quando achares que a deves apagar...
(passado um bocado)
Eu: Não a consigo apagar O.o
Ela: É normal...
Eu: Não, eu não consigo apagar porque não encontro a merda do botão pah !

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Bolachas para o Fernando

Eu não era próxima do Fernando, nunca o fomos. Mas ele foi da minha turma 2 anos e da minha escola 5, eu conhecia-o portanto. Nunca mais soube nada dele, e honestamente não me interessava muito, mas, mesmo assim,  quando hoje descobri que ele morreu fiquei chocada. 
Fiquei chocada com a rapidez com que perdemos alguém sem sequer estarmos à espera. Fiquei chocada com a possibilidade de, apenas aos 18 anos, uma vida poder acabar. Fiquei chocada com tudo isso. Fiquei ainda mais chocada com o medo que eu tenho que a mesma coisa aconteça aos meus. E é por isso, meus amigos, que eu digo que vos adoro com todo o meu coração, porque apesar de tudo vocês são insubstituiveis e eu tenho um medo enorme que vocês me fujam.
Parece irónico eu ter pensado nisto hoje de manhã, ainda antes de saber da notícia.
Descansa em paz Fernando.

Bolachas vilãs

Alguém pode sorrir e ainda assim ser o vilão.

Novas bolachas

Há uma linha que separa os amigos dos novos amigos.
Rafa

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Bolachas e o teu veneno

Eu: Mas... Mas tu tens ciumes?
Ele: Oh, claro que tenho. Só não demonstro.
Eu: Mas eu não sabia que tu tinhas ciumes. Nunca foi esse o objectivo.
Ele: Tens ciumes quando gostas de alguém, mesmo que seja numa amizade. E tu estás a fazer-me provar do mesmo veneno.

domingo, 12 de agosto de 2012

Bolachas e o contrato

"Somos apenas amigos" disse-te eu ainda mal nos conheciamos.
Hoje em dia tu lembraste disso como um trato, uma espécie de contrato verbal que nunca foi formalmente assinado. O que tu não sabes é que aquilo era eu, não a propor ou a decidir algo, mas a tentar convencer-me a mim própria. 

Bolacha por Bolacha

Um por um.
Tu despediste-te um por um, sem te esqueceres de ninguém e ainda fizeste questão de ir procurar quem faltava. Via-se o esforço que estavas a fazer para não chorar, via-se isso através daquele sorriso triste que tinhas. E eu ali, eternecida a olhar para ti. 
É de valor aquilo que fazemos.

Amor é Bolachas

Amor é: deixar de ser eu e passarmos a ser nós.
Cátia

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Bolachas e a Promessa

Eu prometo, eu cumpro.
E é esta a razão porque eu levo promessas tão a sério, porque as cumpro a todas e só prometo o possível.
Até daqui a uns dias meus caros

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Bolachas missionárias

Vou ser sincera: eu e a Rita nao somos amigas do coração. Muito honestamente nós nem gostavamos uma da outra ao ínicio, eu porque achava que ela embirrava comigo (e embirrava!) e ela porque me achava fresca demais. Não, nós não gostavamos uma da outra realmente. Mas eu admirava-a, sempre admirei. Uns tempos mais tarde acabamos por nos tornar amigas e eu disse-lhe isso mesmo, que a admirava: 
A Rita é voluntária e professora em África (e noutros países) - não me perguntem quais que eu fico sempre confusa - a Rita deixa o seu país e os seus amigos para se ir encontrar com aqueles que hoje se tornaram seus amigos e que vivem num dos seus muitos segundos países para os rever e ensinar. É esta uma das razões pelas quais eu admiro a Rita, assim como a muitos outros missionários, mas mais à Rita, porque a conheço e conheço a sua história.

Bolachas com gelatina

Há tantos bons blog scom nomes pouco interessantes como há maus blogs com nomes muita giros.
E depois deixam uma pessoa na expectativa que vai encontrar algo super-fixe-que-se-vai-tornar-no-seu-próximo-passatempo e afinal é só balelas e "ai o cão torceu a patinha que a minha mae está a fazer gelatina".

Bolacha Vanessa

Hoje disseram-me que tinha cara de Vanessa. Estou triste
Sem ofensa para quem se chama Vanessa, é só porque.. epaaaah! Sofia é o nome mais bonito de sempre !