quarta-feira, 9 de maio de 2012

Bolachas e o meu escritor preferido

Porque é que gosto tanto de Jorge amado? É simples, ele escreve de uma forma que mais ninguém consegue escrever. Ele escrevia literatura a sério, muito embora não o tencionasse fazer. Comunista assumido, sabia que o comunismo era só teoria, mesmo assim mostrava o porquê de ser comunista. Mostrava aquilo que o povo brasileiro passava e sofria. Relatava as coisas de uma maneira que me faz ficar revoltada e ter vontade de seguir os protagonistas das suas histórias na busca da liberdade indo para as greves ou juntando-se a revoluções. Relatava as coisas de uma maneira que me faz vibrar.
Por isso, se me perguntarem se o meu escritor de língua portuguesa preferido é brasileiro, eu digo que sim. Com orgulho.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dá aí a tua opinião