quinta-feira, 1 de março de 2012

Bolachas e a imaginação creepy

Nem te passa pela cabeça - e ainda bem-  a quantidade de vezes que te imagino à minha frente e eu com uma arma apontada a ti. Claro que nunca teria coragem de te fazer mal, mas só de imaginar fico com um sorriso fantástico. 
E depois assusto-me quando me dou conta do que estou a imaginar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dá aí a tua opinião