sábado, 4 de fevereiro de 2012

Bolachas e uma grande verdade

"A vida não seria melhor com música de fundo. nem de qualquer outra maneira. reflectindo, concluo que a vida é simplesmente aquilo que é: põem-nos no mundo com uma ampulheta e esperam que aproveitemos o tempo que nos resta. conheço poucas pessoas capazes de equilibrar a balança entre o que a sociedade fez e aquilo que os homens querem fazer deles próprios. é impossível categorizar todas as pessoas sob uma ordem que torne evidente aquilo que amam fazer ou para quem têm mais habilidade, mas em determinados aspectos não somos todos diferentes como se diz (como se isso importasse.) não somos únicos, pois a unicidade de algo perdeu toda a importância a partir do momento em que se tornou característica de tudo. não somos iguais, nem diferentes, nem somos nós mesmos; somos sempre os desajeitados, sem saber dizer as palavras certas, como se as houvesse. tem dias que nem humanos somos.
"a vida não é justa, mas é boa"
escrito pela m,
este texto está algo de fenomenal. Não podia concordar mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dá aí a tua opinião