terça-feira, 1 de novembro de 2011

Bolachas e a escrita-da-alma

Ela: Tu apagaste um post do teu blog não foi?
Eu: Foi. Arrependi-me de o ter publicado porque achei que ninguém tinha nada a ver com aquilo
Ela: Realmente ninguém tem nada a ver. Mas é estranho, tu nunca apagas nada do que escreves.
Eu: Eu nunca me arrependo do que escrevo.


A verdade é que não me arrependi de escrever o tal post, e como prova disso tenho-o guardado, apenas me arrependi de o ter publicado. É impossível arrepender-me de ter escrito algo que veio diretamente do coração para as teclas, porque por muito forte que seja, é aquilo que sentes.

2 comentários:

Dá aí a tua opinião