sábado, 24 de setembro de 2011

Não, não são Bolachas

Não, não é cansaço...
É uma quantidade de desilusão
Que se me entranha na espécie de pensar.
(...)
Álvaro de Campos - Não, não é cansaço
Não, não é cansaço, mas parece, é desilusão como diz Álvaro de Campos, com toda a razão. Tu magoas, sem sequer dares por isso. Magoas por estar magoado, e esqueceste que há pessoas que se preocupam. Eu preocupo-me, com razão. Naquela noite tu disseste que bebias para esquecer, e agora eu sei que o fazes, e tenho medo, por ti. O fato de não me dares notícias era já coisa comum e à qual eu me habituei, mas agora, sabendo que tens coisas que esquecer, assustas-me. 
Espero que ela tome bem conta de ti e faça aquilo que eu não posso fazer.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dá aí a tua opinião