sábado, 16 de julho de 2011

Bolachas e o que quero saber

Não sei nada sobre jantares românticos à luz de velas. Não sei o que é passear na rua com os dedos das mãos entrelaçados. Não sei o que é ir a um casamento acompanhada. Não sei nada sobre presentes do dia dos namorados, nem sei o que se sente quando nos oferecem flores. Não sei o que é passar uma tarde de Inverno enroscada com alguém no sofá a ver filmes. Não sei o que é apresentar um namorado às amigas. Não sei nada sobre banhos de imersão a dois nem sobre massagens que acabam por ser muito mais. Não sei o que é o conforto de um abraço apertado no final de um dia de merda. Não sei o que é pedir um gelado com duas colheres para o dividir. Não sei o que é dormir em conchinha, nem sei o que é acordar juntos. Não sei nada sobre fins-de-semana a dois. Não sei o que é ouvir “amo-te” e também não sei o que é dizê-lo.Mas há uma coisa que eu sei. Sei que quero saber.

Ainda no outro dia me perguntas-te o que é que eu queria, eu disse que queria um carro. Acho que mudei de opinião. embora o carro seja bem vindo também

1 comentário:

Dá aí a tua opinião