quarta-feira, 6 de abril de 2011

Bolachas daquelas que tu não gostas :D

Aquilo que ela disse é verdade. E tu ficaste todo chateadinho porque foi ela que disse, e não eu. Porque se fosse eu, tu ignoravas e continuavas a fazer o mesmo, como foi ela, tu percebeste que aquilo que andavas a fazer não estava certo. Ela chamou-te á razão, fez-te ver a realidade e, tu não gostaste do que viste, logo vieste reclamar comigo por eu não ter me metido na conversa, aliás, até fugi dela porque vi logo que ia dar discussão. E, também não gostaste nada quando percebeste que eu concordava com tudo o que ela disse, sim, porque tu percebeste, via-se claramente na minha cara que eu concordava com tudo e que, estava-me nas tintas para se tu fazias birra ou não por uma coisa que até é verdade. Eu só tinha vontade de me rir de ti, não era aquele rir de gozar contigo, era o rir poruqe tu estavas a perceber a realidade e, não sabias o que fazer, logo reclamavas comigo para ver se eu te dava um motivo para amuares. mas eu não dei, e tive vontade de rir. 

Ela merece uma salva de palmas, porque conseguiu aquilo que nunca ninguém tinha conseguido. Merece, não merece?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dá aí a tua opinião