sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Bolachas e o centro de saúde

Já por si, eu adoro Mem-Martins. Sempre limpinha, sem barulho, sem caos, sem gente estranha. Simplesmente o melhor sitio para se viver. (sou um espectáculo a mentir hem?). Mas, algo que consegue superar a beleza de Mem-Martins é sem dúvida o "centro de saúde de Mem-Martins". No meio dos prédios, como que perdido, com umas escadas super-apertadas e outros atributos geniais. Mas uma coisa eu tenho que admitir: aquilo é uma animação constante.

situação 1
Senhora (ao meu lado) fala ao telemóvel. Conta a vida toda, desde o facto de não encontrar uma escola decente p'ra filha de 4 anos ao que se passou no emprego. Entre todos estes factos super-interessantes o melhor foi quando ela disse à, suponho que, amiga que a filha andava com a mania de por coisas no nariz e que, ela achava que a miúda tinha "respirado" uma pecinha qualquer. Tão nova e já a snifar sapatos de barbie...
Mas não deve ter sido grave, porque a miúda não estava lá. 
não me rir na cara da senhora -> 90% conseguido

situação 2
Na cafetaria estavam 2 funcionários/médicos (não sei bem). Ambos com conversas indecentes sobre as "meninas-de-rio-de-mouro" se é que me faço entender. 
Isto são conversas para se ter num posto médico?! Ai ai ai..
não me rir da conversa deles -> 96% conseguido

situação 3
Sala de espera (a mesma da senhora do telemóvel). Mais ou menos vinte pessoas.
Um senhor chega e pergunta quase aos gritos "Alguém está aqui para vir buscar medicamentos?!"
Todas as pessoas olham e acenam que não. Ele foca os olhos em mim, e pergunta em alto e bom som "A menina está aqui para vir buscar medicamentos?!" Bastante baralhada digo que não. Ele atravessa a sala toda, pára à minha frente, estende-me a mão, cumprimenta-me,  vira costas e sai. 
Estado em que a sala de espera ficou ->  wtf ?!
Não me rir dele assim que virou costas -> 60% conseguido

situação 4
(já no consultório)
Mãe - Já ouvi falar em tanta coisa sobre essa vacina que já não sei. Justifica-se eu tomar?
Doutor - Não, não se justifica.
M - Mas porquê?
Dr. - [ora olha para mim, ora para a minha mãe, muito vermelho] ahh.. porque só se justifica em.. ahh.. casos de promiscuidade...
Eu- (super controlo para não me rir da cara dele extremamente vermelha)
M - Desculpe, mas não percebi
Dr. - (cada vez mais vermelho e mais embaraçado) ahh.. só no caso de.. ter.. múltiplos parceiros sexuais...
E - (explosão de riso, porque ele estava todo envergonhado por eu estar presente)
Não me rir na cara do médico -> 0% conseguido


Eu bem disse que aquele centro de saúde é uma animação constante  ahah

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dá aí a tua opinião