quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Bolachas com um sabor estranho, muito estranho...

Recentemente chamaram-me "estranha", é certo que me chamaram "estranha" mas no bom sentido, porque, segundo quem me chamou de estranha o meu estranho é "fixe". 
Sem reclamar do elogio (porque simplesmente adorei pois não soou nada a falso) fiquei a pensar...
Estranha, eu? Mas.. Porquê? Não tenho nada de brilhante a mais que as outras. Aquilo que eu noto mais de diferente é talvez na sinceridade, porque eu sou realmente muito sincera, quer gostes quer não. Isso faz de mim estranha? Ser sincera é assim tão diferente da maioria? 
Quando comecei este blog, uma amiga disse-me "vê-se mesmo que és tu que escreves" mas porquê? "porque escreves como falas". Mas como raio é que haveria de escrever? com palavras super pra frentex e o caraças só para me armar em intelectual? não fazia sentido, aliás, não faz sentido. 
E no meio desta coisa toda, o certo é que já várias pessoas me disseram que me acham estranha, diferente... mas todas elas dizem que gostam bue da minha maneira de ser, mas... sou estranha. Sinceramente não vos entendo minha gente, mas, uma coisa é certa: Eu realmente não gosto cá de muitos misturanços e adoro ser diferente
. Assim seja, admito: sou estranha, mas vocês gostam e, eu sou feliz assim ^^.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dá aí a tua opinião